Rede dos Conselhos de Medicina
Selecione o Conselho que deseja acessar:
Porto Alegre, 18 de Junho de 2019. Aumenta a Fonte [ A + ]   [ A - ]  
 
13/09/2016

Setembro Amarelo

Campanha para prevenção do suicídio e defesa da vida


A campanha Setembro Amarelo chega ao seu terceiro ano seguido, com realização da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) juntamente com a Associação Médica Brasileira (AMB), Conselho Federal de Medicina (CFM), Federação Nacional dos Médicos (FENAM), bem como entidades regionais. O objetivo é contribuir para a prevenção do suicídio e defesa da vida, além de combater o estigma que paira sobre o tema, informando a população e falando sobre o assunto.
De acordo com um estudo da Organização Mundial da Saúde (OMS), em torno de 800 mil pessoas cometem suicídio por ano no mundo, uma a cada 40 segundos. O suicídio se tornou uma verdadeira epidemia de proporções globais, sendo uma preocupação constante para vários países.
No Brasil, são 32 mortos diariamente. E o Rio Grande do Sul lidera os registros no país, com 10,4 casos a cada 100 mil habitantes – o dobro da média nacional. No Estado, ocorrem três casos por hora.
De acordo com estimativas da Organização Mundial da Saúde, nove em cada 10 casos poderiam ser evitados. O diálogo é considerado o primeiro passo para interromper o ciclo de autodestruição.
– No momento em que a gente não fala, dá a impressão de que o problema não existe. Ou que existe e não tem solução. Como ajudar alguém se você não pode perguntar claramente se ele está pensando em tirar a própria vida? – indaga o psiquiatra Rafael Moreno Ferro Araújo, presidente do recém criado Comitê de Prevenção do Suicídio da Associação de Psiquiatria do Rio Grande do Sul (APRS), em entrevista ao jornal Zero Hora.
– Ninguém quer morrer. Se vem à cabeça esse tipo de pensamento é um sintoma, e não um desejo – afirma a psiquiatra Roberta Grudtner, presidente da Associação em Defesa da Saúde Mental Integral (Adesmi), integrante da Comissão de Prevenção ao Suicídio da Associação Brasileira de Psiquiatria e coordenadora da residência médica em psiquiatria do Hospital São Pedro. Para Roberta, a revisão do tabu é essencial para que qualquer um seja capaz de reconhecer os sinais. Assim como todo mundo sabe que alguém com forte dor no peito pode estar enfartando, é preciso aprender a identificar evidências menos palpáveis que ameaçam a vida.
No ano passado, o CFM e a SBP lançaram a cartilha Suicídio: informando para prevenir.

Institucional Câmaras Técnicas Comissões de Ética Conheça o CREMERS Contas Públicas Delegacias Diretoria Palavra do Presidente Vídeo Institucional História Cremers

Serviços Área do Médico Busca Empresas Busca Médicos Ativos CBHPM Concurso Emissão de Boleto Empregos Eventos Inscrição de Empresas Licitações Pareceres e Resoluções Perguntas Freqüentes Pessoa Jurídica Propaganda Médica Registro de Especialidade Médica

 

 

Imprensa Artigos Assessoria Informativo Cremers Notícias Twitter

Publicações Apresentações para Download Biblioteca Código PEP Regimento Interno dos Corpos Clínicos

 

Contato Fale com o CREMERS Fale com o Presidente Ouvidoria

 

 

 

Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio Grande do Sul - Copyright 2019 ©
Av. Princesa Isabel, 921 - Bairro Santana
Porto Alegre - RS - CEP: 90620-001
Telefone: (51) 3219-7544
Fax: (51) 3217-1968
E-mail: cremers@cremers.org.br
Horário de Atendimento:
De segunda-feira a sexta-feira
Das 08h40min às 18h00min